Resenha :: ♥ Sons de Ferrugem & Ecos de Borboleta ♥

Postado por | 8:00 AM Deixe seu Comentário
P. S. A resenha tem alguns pequenos SPOILERS que não consegui evitar e deixar de escrever, então me perdoe por qualquer coisa.
“Acho que quando você tem o mundo todo ao alcance das suas mãos e descobre que, ainda assim, só existe um lugar que o atrai, é quando você se dá conta de que encontrou algo muito especial.”
Oiiiiiiiiiiiiiiiiiiii ser faroleiro lindo!  Como vai?
Não sei se deu para perceber (sou um ser esquecível no meio de tantas pessoas realmente boas aqui do Clube do Farol, eu sei ), mas estive afastada do blog por um tempo por motivo de força maior, também conhecido como faculdade. E agora depois de tempos obscuros e sofridos estou de volta para terminar o que comecei. O que seria isso?  Falar de Sons de Ferrugem & Ecos de Borboleta Da última vez que dei o ar da graça aqui foi para pré-resenhar esse livro amorzinho, porque na época ele ainda estava incompleto no Wattpad e não dava para resenhar de verdade sem ter lido tudo, não é? Mas agora ele está completo, lindo e maravilhoso esperando para ser lido de uma vez só (pausa para dancinha comemorativa ), e pronto para receber uma resenha que espero que fique boa o suficiente, porque ele merece a melhor das melhores.

“É só isso, não tem mais jeito, acabou, boa sorte. Não tenho o que dizer, são só palavras e o que eu sinto não mudará (...)”. Sim, estou apelando para Vanessa da Mata, mas é que eu realmente não sei o que dizer sobre SdFeEdB, porque ele é daquele tipo de livro que é tão bom que você quer que todos leiam, mas também tem medo de que alguém que você conheça leia e não goste, porque isso resultaria na sua prisão por agressão e tal. Eu sei, eu sei, cada um tem a sua opinião e blá blá blá, mas meu amor por certos livros é irracional, então por mais que eu saiba disso, nem sempre dá para aceitar .

Mas enfim, para quem não sabe Sons de Ferrugem & Ecos de Borboleta é um livro exclusivo no Wattpad (mas se Deus quiser uma editora será inteligente e o publicará ), e foi escrito pela Mima Pumpkin, uma autora que escreve muito bem e é muito amorzinho e gente boa. E falando em Mima...

Mima, eu te odeio. Te odeio por me viciar tanto no seu livro, por escrever algo tão bom ao ponto de eu deixar de dormir para ler ele e por me deixar desesperada e curiosa várias vezes enquanto lia. Maaas como você ensinou no seu livro, vou me livrar dessa corrente antes que enferruje. Então... Mima, eu te amo. Te amo por escrever um livro tão maravilhoso, um livro que me deu lições que possivelmente levarei para a vida toda; te amo por você apresentar ao mundo personagens que não são perfeitos, que erram, que perdoam, que aprendem, que crescem, que amadurecem, que tem fé, personagens que eu amo e vou continuar amando por um tempo indefinido .
 “Correntes, sempre as correntes. Sempre o peso que escolhemos carregar porque a alternativa é dolorosa demais para considerar. A alternativa é deixar para lá. Esquecer. Não exigir retorno, recompensa, vingança, compensação, restituição. É estar disposto a arcar com o prejuízo. Não odiar. Tudo isso com o objetivo de apenas não enferrujar.”

Falando em personagens, o livro é narrado em primeira pessoa pela adolescente de 17 anos, Liesel (uma garota Gibson 1941 original ) que é apaixonada (mais do que isso, na verdade) por música e pelo cantor australiano, Leo Adrian. Ela perdeu o pai; tem uma mãe que nem sempre é fácil de conviver (estou falando superficialmente, porque quero que você leia o livro e descubra tudo ); tem uma irmã mais velha, Lahela, que em boa parte do livro eu queria espancar (mas já me livrei dessa corrente também); uma melhor amiga, Brenda, que é meio doidinha e que eu queria que aparecesse mais no livro; um emprego em uma grande loja de música, Pianoforte, tendo como chefe, o Terra, que é muito mais do que a aparência que lembra um terrorista (se bateu curiosidade, leia o livro e problema resolvido ); e deseja muito conhecer o Leo Adrian, pois acha que ele é o amor da sua vida.
“Sabemos exatamente o que esperar das nossas fantasias. Elas não nos decepcionam, não nos surpreendem e, principalmente, não nos cobram, jamais nos revelam o quão errados e egoístas podemos ser às vezes. Fantasias não têm a capacidade de nos expor e nos transformar de nenhuma maneira que seja remotamente positiva.”

A Liesel é uma personagem que poderia ser a gente, que idealiza a pessoa perfeita, que idealiza o amor perfeito, que coloca muitas expectativas em uma coisa só, e que carrega consigo uma ferida que vai a corroendo. Mas ela aprende e amadurece muito durante o livro, ela cresce, ela evolui, ela aprende a lidar com suas correntes. E isso se deve em boa parte pelo que ela aprendeu com o personagem maravilhoso, Jay Butterfly .

O Jay é um rapper branco londrino bem apaixonante, e que sabe que é humano e pode errar, que ensina muita coisa com seu jeito todo especial de ser; ele é um personagem lindo, maravilhoso, amorzinho meu... Ele é um cantor, mas não se perde pelas facilidades que isso poderia lhe trazer, não fica arrogante por ter certa fama, ele se encanta pela vida, pela simplicidade dela, ele tem fé, acredita em Deus e sabe que só Ele é perfeito . Queria que o mundo fosse cheio de pessoas como ele . 
“Lar devia ser algo intransferível, algo que fica dentro da gente não importa o que aconteça (...). Tem que haver uma espécie de norte, algo que permaneça e que não dependa disso ou daquilo. Talvez seja Deus mesmo. Talvez seja outra coisa. Talvez seja a música que rege o mundo.”

Ah! Agora que falei de fama, sabe um livro não é bom só porque é famoso, ou porque uma editora grande o publicou. Esses podem ser bons também, é claro, mas o que faz um livro ser bom é o que ele deixa dentro de nós. Quando ele é bom ele se conecta com uma parte da gente, e sempre ficará lá, porque é tão bom que conquistou o seu próprio espaço no nosso coração e na nossa vida. Sons de Ferrugem & Ecos de Borboleta é um dos livros que conquistou o seu próprio espaço em mim, um espaço tão considerável que a Liesel, o Jay e os outros personagens estão em uma mansão que tem um quarto para cada um e tem até um auditório para os shows do Jay e do Leo Adrian. Espaço bem grande, não é? 

E acho que esse espaço vai aumentar porque a autora disse que tem continuação (pulinhos de felicidade). O próximo livro se chamará Vislumbres de Saudade & Miragens de Baunilha, e adivinhe quem já está super ansiosa esperando por ele. Sim, euzinha . E realmente preciso disso, porque achei que o livro terminou muito rápido, com alguns capítulos terminando e me deixando com a sensação de “Ué, mas já?” , mas acho que isso é porque gosto muito dele e quanto mais para ler melhor. 
“Música tem poder, para o bem ou para o mal. O poder de expressar, mas o poder de transformar realidades. Ferir ou curar, derrubar ou erguer, colorir ou escurecer.”

Ah! Eu já ia esquecendo de falar de música. Sabe, SdFeEdB é um livro puro amor e música, fala dela como tivesse vida, tivesse personalidade própria, mostra toda a força e poder que ela tem em nossa vida. E além disso em cada início de capítulo, a autora Mima “talentosa” Pumpkin coloca uma música no começo de cada capítulo e todas elas estão em uma playlist que ela fez no Spotify para Sons de Ferrugem & Ecos de Borboleta, e você pode ouvi-la agora (e depois também quando ter vontade), como incentivo:


Sons de Ferrugem & Ecos de Borboleta é um livro de ficção adolescente que fala de música, família, amizade, amor e fé de uma maneira viciante, leve, fluída e sensacional. É um livro que eu já amava nos primeiros capítulos e já esperava muita coisa dele, e mesmo assim ele me surpreendeu e me conquistou ainda mais . Ele me fez querer ser a garota Gibson 1941 original de alguém, mas me ensinou a não procurar eternamente por alguém sem defeitos, irreal, que nunca erra, mas alguém que possa errar e que vai aprender com seus erros e se tornar melhor, alguém real com quem possa construir algo com uma base sólida e não frágil como uma ilusão criada pelas expectativas que uma ondinha de nada derrubaria. Me ensinou sobre deixar ir, sobre não me encher e me enrolar em correntes que enferrujariam, me prenderiam e não me deixariam viver. Me ensinou a continuar tendo fé e achar beleza até nas coisas pequenas. Então se quiser ser surpreendido e aprender algo com um livro que tem muito a oferecer, leia Sons de Ferrugem & Ecos de Borboleta, e aprenda também a importância de romper suas correntes e se livrar delas antes que elas enferrujem e te arrastem para uma vida infeliz. Obrigada. 
“O amor, de repente tão óbvio, não está numa música, num acaso ou em borboletas malcriadas dançando nas entranhas. É uma cidade construída devagar, da base ao topo. Cada momento passado junto, merecido ou imerecido, feliz ou miserável (...). E se o amor é uma cidade construída com a história, pode-se ter a certeza que a tendência é só crescer com o tempo. Pedra sobre pedra sobre pedra de lembranças e decisões e caminhos tomados.”

Ficha Técnica do Livro

Que tal ler as primeiras impressões desse livro? Clique aqui!
Formato: Mídia Digital - Wattpad
Número de capítulos: 32 capítulos
Liberado para leitura online
Idioma: Português
Sinopse (Wattpad):
"Adolescentes em filmes e livros sempre se envolvem em triângulos amorosos. O único triângulo com que já me envolvi era um instrumento um tanto rudimentar que um amigo do meu pai tentou me apresentar. O relacionamento não durou muito."
Liesel não quer ser uma adolescente convencional, mas vive se perdendo numa paixão irracional pelo cantor australiano Leo Adrian. Sons de Ferrugem & Ecos de Borboleta trata da história dessa jovem de 17 anos, que, enquanto trabalha em Pianoforte, uma gigantesca loja de música em Santos, sonha com amor verdadeiro e com o ídolo que ainda não encontrou pessoalmente. Quando a notícia chega de que, pela primeira vez, Leo Adrian virá ao Brasil, Liesel vê nisso a oportunidade para conquistar a atenção do cantor e fugir da vida que leva. É aí que começa uma série de eventos e conflitos que levarão Liesel a experimentar romance, redenção, autodescoberta e amadurecimento.

Saiba mais sobre a Autora: 

Mima Pumpkin

Fanpage e Site do Livro
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 Palavra do Leitor:

Obrigado por seu comentário!! Bem-vindo(a) ao Clube do Farol!